Ir para o conteúdo

TIE-Brasil

Voltar a TIE-Brasil
Tela cheia Sugerir um artigo

Editora Abril não autoriza plebiscito. Sindicato fará consulta na calçada na 2ª feira

14 de Setembro de 2013, 19:47 , por Bertoni - 0sem comentários ainda | No one following this article yet.
Visualizado 117 vezes

Para os jornalistas da editora Abril, o plebiscito da campanha salarial será realizado na próxima segunda-feira (16/9) na calçada de trás do prédio, ao lado da entrada para quem vem do metrô (à rua Gilberto Sabino). A entidade estará com a urna aberta para votação das 10h às 15h30. Isso porque a empresa não autorizou a realização do plebiscito em suas dependências.

Na consulta, os jornalistas devem se posicionar a respeito da proposta das empresas para o reajuste salarial deste ano. Para uma inflação de 6,95%, os patrões oferecem um reajuste de 6,5% para os salários até R$ 8.000, e um reajuste fixo de R$ 520 para os salários acima disso. O SJSP decidiu realizar um plebiscito para envolver a categoria com a questão e apresentar na mesa a posição aprovada por centenas de jornalistas. Para a diretoria, a categoria deveria votar "não" para esta proposta, que não repõe a inflação.

Até agora, foram realizados plebiscitos nas redações do Lance!, IstoÉ, Grupo Estado, jornal Valor, Bloomberg, Globo Condenast, Brasil Econômico, Folha Universal e editora Globo. Em todos locais, foi visível o descontetamento dos jornalistas em relação a proposta.

Nesta sexta, dia 13 de setembro, que estava previsto para ser o último dia da consulta, o plebiscito acontece na Folha de S.Paulo e Agora, Diário do Comércio e Reuters. Mais de 400 jornalistas já votaram, sendo que apenas as editoras Abril e Trip não permitiram a consulta, adotando uma postura anti-sindical, que dificulta o andamento das negociações.

O Sindicato convida os jornalistas da editora Abril a reagirem a esta situação. Entre 10h e 15h30 da próxima segunda-feira vá até a urna e vote no plebiscito. Expresse sua opinião. Engrosse a luta por um salário melhor.

Fonte: Sindicato dos Jornalistas de São Paulo


Tags deste artigo: ato anti-sindical abril fascismo ditadura

0sem comentários ainda

    Enviar um comentário

    Os campos realçados são obrigatórios.

    Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.

    Cancelar