Ir para o conteúdo

TIE-Brasil

Voltar a TIE-Brasil
Tela cheia Sugerir um artigo

Ocidente enviará armas à oposição síria, afirmam na Rússia

20 de Setembro de 2012, 21:00 , por Desconhecido - 0sem comentários ainda | No one following this article yet.
Visualizado 167 vezes

Moscou, 20 set (Prensa Latina) Ainda que muitos consideram que isso vem sendo feito há tempo, nações ocidentais se preparam para enviar um importante lote de apoio bélico aos grupos armados sírios, indicaram hoje meios de imprensa nesta capital.

O carregamento incluiria sistemas antiaéreos, lança-foguetes portáteis e metralhadoras de grande calibre, além de enviar mercenários através de países vizinhos como Turquia, declarou um alto servidor público russo, citado pela agência RIA Novosti.

No entanto, esse "apoio" foi motivo em várias ocasiões anteriores de denúncias do governo sírio e chamados de atenção à sensatez feitos por Moscou, que está contra a perspectiva de "um final vitorioso" mediante as armas da oposição.

A chancelaria russa reiterou em várias ocasiões nas últimas semanas que em lugar de fornecer armamento à oposição síria, as nações ocidentais devem utilizar seus mecanismos de influência para sentar todos na mesa de negociações no Estado levantino.

No entanto, o ministro britânico do Exterior, William Hague, deixou entrever em uma intervenção no Parlamento que várias nações ocidentais deveriam se preparar para fornecer mais equipamentos bélicos à oposição síria.

Hague defendeu, inclusive, que armas sejam fornecidas quase imediatamente à Síria, em uma confirmação de que várias capitais europeias e os Estados Unidos se movem em direção contrária a seus compromissos assumidos na Conferência de Genebra, realizada no passado dia 30 de junho.

O comunicado do referido evento, acordado pelo chamado Grupo de Ação, reconhecia a necessidade do fim imediato das atividades bélicas, tanto por parte do exército sírio como pelos grupos armados, e o início de um processo político.

Para isso, as partes em conflito deveriam designar parlamentares para um diálogo nacional entre sírios, sem condições prévias, que deveriam determinar a composição, forma e funções de um órgão político transitório.

A Rússia critica as tentativas do Ocidente de considerar letra morta o acordo de Genebra e propõe aprovar uma resolução no Conselho de Segurança da ONU que contenha seus postulados, mas o Ocidente descartou tal possibilidade até agora.

Fonte: http://www.prensalatina.com.br/


Fonte: JMC

0sem comentários ainda

    Enviar um comentário

    Os campos realçados são obrigatórios.

    Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.

    Cancelar