Ir para o conteúdo

TIE-Brasil

Voltar a TIE-Brasil
Tela cheia Sugerir um artigo

RodapéNews - 28/02/2013 - Quinta-Feira: "Mar de lama" na Secretaria de Educação do Governo do Estado de SP

27 de Fevereiro de 2013, 21:00 , por Castor Filho - 0sem comentários ainda | No one following this article yet.
Visualizado 174 vezes

(informações de rodapé e outras que talvez você não tenha visto)

De: Paulo Dantas


DENÚNCIAS SOBRE CORRUPÇÃO NA FDE (Fundação para o Desenvolvimento da Educação)  APONTAM PARA  PROFUNDO RACHA NO PSDB
 
VÊM, À TONA, MAIS UMA VEZ, O "MAR DE LAMA" EXISTENTE NA SECRETARIA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO DE SP
 

PRESSÃO PARA ENGAVETAR APURAÇÕES

Folha - 28/02/2013

Promotor diz estar 'pressionado' a encerrar investigações do caso Chalita

Sem citar nomes, o promotor Nadir de Campos Jr., que conduz a  investigação sobre Gabriel Chalita, disse que está sendo pressionado a encerrar os inquéritos.

Na entrevista, ele declarou que foi procurado pelo advogado Alexandre de Moraes, defensor de Chalita, que afirmou que tentaria arquivar os inquéritos com recursos ao Conselho Superior do Ministério Público

http://www1.folha.uol.com.br/poder/1238101-promotor-diz-estar-pressionado-a-encerrar-investigacoes-do-caso-chalita.shtml

 

CAMPANHA DE JOSÉ SERRA TERIA OFERECIDO DINHEIRO PARA ACUSAR CHALITA
Estadão - 28/02/2013
Empresário relata oferta de R$ 500 mil para atacar Chalita
Milton Leme diz ter ouvido de acusador de deputado que dinheiro viria da campanha de Serra à Prefeitura
 

Folha -

Ex-diretor da FDE diz ter recebido oferta para acusar Chalita

Um ex-diretor da Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE) de São Paulo disse ontem à Folha que recebeu uma oferta de R$ 500 mil para ajudar a sustentar as acusações de corrupção que pesam contra o deputado federal Gabriel Chalita (PMDB-SP).

Milton Leme trabalhou com Chalita na época em que ele foi secretário estadual de Educação, de 2002 a 2006, e nesse período conviveu também com o analista de sistemas Roberto Grobman, cujas acusações levaram o Ministério Público Estadual a abrir 11 inquéritos contra Chalita .

Leme afirma que Grobman ofereceu os R$ 500 mil numa conversa telefônica em outubro do ano passado e sugeriu que a origem do dinheiro era a campanha do ex-governador José Serra (PSDB), que nessa época concorria com Chalita nas eleições para a Prefeitura de São Paulo

http://www1.folha.uol.com.br/poder/1237904-ex-diretor-da-fde-sugere-que-equipe-de-serra-ofereceu-dinheiro-a-acusador-de-chalita.shtml

 

APRESENTAÇÃO DE PROVAS

Folha

Acusador de Chalita apresentará e-mails sobre pagamentos

O analista de sistemas Roberto Grobman, 41, deve entregar hoje ao Ministério Público o disco rígido de seu computador com e-mails que comprovariam que o grupo educacional COC pagou parte da reforma do apartamento do deputado federal Gabriel Chalita (PMDB-SP) em 2005, quando ele era secretário estadual da Educação

http://www1.folha.uol.com.br/poder/1237496-acusador-de-chalita-apresentara-e-mails-sobre-pagamentos.shtml

 

MALAS DE DINHEIRO

Folha

Acusador de Chalita diz ter visto 'malas de dinheiro'

O analista Roberto Leandro Grobman, 41, afirmou em entrevista à Folha ter presenciado a chegada de malas de dinheiro ao apartamento do deputado federal Gabriel Chalita (PMDB-SP) em 2005, quando ele era secretário da Educação de São Paulo.

As malas, diz ele, foram levadas ao apartamento pela advogada Marcia Alvim, uma das principais assessoras de Chalita. Na época, Grobman mantinha relacionamento com ela. "Vi Marcia trazendo malas de dinheiro. Jogava o dinheiro no chão e separava."

http://www1.folha.uol.com.br/poder/1236828-acusador-de-chalita-diz-ter-visto-malas-de-dinheiro.shtml

 

CONTAS SECRETAS NO EXTERIOR

Diário do Grande ABC / Agência Estado

Delator de Chalita revela contas para 'propinas'

Roberto Grobman, delator de Gabriel Chalita, entregou ao promotor Nadir Campos Junior um CD com documentos digitalizados que comprovariam improbidade do ex-secretário de Educação. São cópias de e-mails e números de contas bancárias por onde teriam transitado valores em favor das empresas Valverde Audio e Vídeo e Foneplan Comércio. A primeira, afirma Grobman, instalou automação no apartamento de Chalita e recebeu US$ 79.723 no exterior, na conta 005498139630 do Bank Of América

 
LEMBRANDO DENÚNCIAS RECENTES SOBRE PARTE DO "MAR DE LAMA" QUE ASSOLA A FDE
 
LIVROS VIRAM PAPÉIS PICADOS
[Em vez de serem reaproveitados por alunos que não dispõe de cadernos semelhantes, eles foram fragmentados, conforme estabelecia cláusula - absurda e ilegal- em contrato entre FDE com empresas gráficas]
 
Diário de SP (via REA) - 24/07/2011
Livros da FDE viram papel picado
Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE) picou toneladas de apostilas que estavam estocadas em galpões
 
Blog Irani Lima - 23/07/2012

Tucanos gastam R$ 190 milhões em livros escolares, que viraram papéis picados

O desperdício de verbas públicas pela FDE (Fundação para o Desenvolvimento da Educação) começou no governo Serra e continuou no governo Alckmin, é o que indica relatório feito pela liderança do PT na Assembleia Legislativa de São Paulo

 
COMPRA DE MOCHIAS SUPERFATURADAS
RBA - 27/09/2012
MP acusa pai e filho tucanos de corrupção em compra de mochilas em São Paulo
Um é presidente do Fundo para Desenvolvimento da Educação, do governo estadual; outro é candidato a prefeito em Taubaté; ambos são historicamente ligados ao governador Geraldo
 
GASTOS MILIONÁRIOS COM REVISTAS E JORNAIS SEM LICITAÇÃO
Correio da Cidadania - 13/09/2011
Corrupção público-privada: Alckmin gasta R$ 9 milhões da Educação em jornais e revistas de direita, sem licitação
 
PRESIDENTE AFASTADO DA FDE INVESTIGADO SOB SUSPEITA DE CORRUPÇÃO
 
Estadão - 03/10/2012
 
 
Justiça bloqueia bens e afasta presidente de fundação paulista
A Justiça decretou o afastamento imediato e o bloqueio dos bens do presidente da Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE), José Bernardo Ortiz, aliado do governador Geraldo Alckmin (PSDB). A medida atinge o filho de Ortiz, José Bernardo Ortiz Junior, candidato tucano à Prefeitura de Taubaté (SP), e três empresas que teriam formado cartel para fraudar licitação de compra de 3,5 milhões de mochilas escolares
Estadão - 14/10/2012
Alckmin defende aliado processado em Taubaté
No início do mês, a Justiça decretou o afastamento de Ortiz da FDE e o bloqueio de seus bens. Segundo o Ministério Público, três empresas teriam formado cartel para fraudar licitação de compra de 3,5 milhões de mochilas escolares
 
AÇÕES PARA IMPEDIR ENGAVETAMENTO DAS APURAÇÕES
  • Entre várias ações para aprofundar as apurações das graves denúncias envolvendo o atual deputado federal Gabriel Chalita (PMDB-SP), ex-PSDB, a instalação de uma CPI pelos deputados estaduais paulistas seria uma delas.
  • Contudo, a denúncia do promotor Nadir de Campos Jr, que relatou pressões para promover o arquivamento dos inquéritos, o popular engavetamento,  embora não citasse nomes, segundo notícia publicada pela  Folha de SP (veja 1º link)  é de de extrema gravidade e  precisa ser apurada.

Fonte: Castor Filho

0sem comentários ainda

    Enviar um comentário

    Os campos realçados são obrigatórios.

    Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.

    Cancelar