Ir para o conteúdo

TIE-Brasil

Voltar a TIE-Brasil
Tela cheia Sugerir um artigo

Velhas mídias não formam opinião, nem influenciam resultados eleitorais!

26 de Janeiro de 2013, 22:00 , por Bertoni - 0sem comentários ainda | No one following this article yet.
Visualizado 101 vezes

Há uma mania em parte da sociedade brasileira em super valorizar o papel exercido pelas velhas mídias nos processos eleitorais e políticos do Brasil.

Os dados do DataFolha, cuidadosamente elaborados pelo Valor Econômico no gráfico abaixo, nos mostram que esta supervalorização é, no mínimo, equivocada.

Durante os 2 mandados de FHC, as velhas mídias em uníssono elogiavam o governo e seus feitos privatizantes. Glórias, Glórias, Aleluias ao príncipe dos sociólogos eram repetidas assim como os mantras sobre a eficiência do mercado e a falência do estado.

Ao olharmos o gráfico acima, percebemos que o povão, de fato, os engoliu seco e os empurrou com a barriga. FHC alcançou no máximo 42% de popularidade apenas no 9º trimestre (início do 3º ano) de seu primeiro mandato.

Já Lula  iniciou seu 1º mandato com 43% e o encerrou com 51% de popularidade. Experimentaria uma queda em sua popularidade para 48% no início de seu segundo mandato para encerrá-lo com a recorde aprovação de 83%, nunca dantes registrada neste país.

Dilma parece seguir o mesmo caminho, surfando em seu primeiro mandato em uma popularidade superior a de Lula em seu respectivo primeiro mandato.

A diferença fundamental é que, se nos governos FHC as velhas mídias viviam a prestigiar e elogiar o mandatário de plantão, não fariam o mesmo nos 10 anos de governos petistas. Ao contrário, as velhas mídias vivem a brigar com os fatos e a atacar os governos petistas de todas as formas, com argumentos e sem argumentos, com fatos e sem fatos. E quando a realidade não se ajusta aos desejos dos redatores, eles inventam fatos e situações.

E quanto mais eles o fazem, mais provam a tod@s que quiserem ver que as velhas mídias já não mais influenciam nem os processos eleitorais nem políticos no Brasil.

O povo toma suas decisões de acordo com critérios que nem as velhas  mídias nem a intelectualidade conseguem medir ou entender.

 


Fonte: Bertoni

0sem comentários ainda

    Enviar um comentário

    Os campos realçados são obrigatórios.

    Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.

    Cancelar